De New York a Tel Aviv: O chá da tarde reúne as pessoas

52

Texto e imagens por Maurício de Souza

Dizem que por volta do ano 2737 a.C., o imperador chinês Shen Nung estava sentado embaixo de uma árvore e tinha ao lado dele uma panela d’agua fervendo. De repente, folhas da árvore Camellia sinensis começaram a cair dentro dessa panela e um líquido de cor marrom surgiu. Como ele era herbalista e se interessava muito pelas plantas, decidiu tomar essa infusão. Foi então que, segundo os chineses, nasceu o chá, que durante séculos tem sido uma bebida desejada no mundo inteiro.

Na Inglaterra, o chá tomou uma proporção estratosférica, pois era servido o dia inteiro, sobretudo à tarde. Catarina de Bragança, uma princesa portuguesa casada com o o rei Carlos II da Inglaterra, se mudou para esse país ao norte da Europa e levou consigo a mania de tomar chá, um hábito trazido da Índia pela marinha portuguesa. O gosto de tomar essa bebida se popularizou graças à expansão do Império Britânico, pois os navios traziam a porcelana da China, o chá da Índia e o açúcar da Jamaica. Apesar que tomar chá com açúcar e leite não era bem visto pelas classes mais nobres. Adicionar açúcar e leite definia o grau da pessoa na escala da sociedade.

E o chá da tarde se torna popular.

A tradição e os costumes na Inglaterra ditavam que o almoço devia ser servido por volta das 12h e o jantar às 20h. Anne, duquesa de Bedford, sentia muita fome e pediu que às 16h fosse servido um chá. Infelizmente o chá não bastava para saciar a fome e esperar até o jantar. Foi então que ela teve a brilhante ideia de pedir que a bebida fosse acompanhada de uma torta e de alguns sanduíches, mas que não fosse muita comida de modo a não comprometer o apetite para o jantar mais tarde. O chá da tarde se propagou pelas rodas da sociedade tornando-se um evento social e reunindo pessoas no mundo inteiro.
Existe uma variedade enorme de chás da tarde, pois cada estabelecimento decide como conduzir esse tão desejado evento social.

The Plaza Hotel, New York, EUA

Localizado em uma das esquinas mais famosas de New York, tomar o chá da tarde no Palm Court é um evento único. O Palm Court foi completamente reestruturado por Thierry Despont, que trouxe o verdejante Central Park para dentro do ambiente. Grande vasos de plantas, muita folhagem, jardim com canas e quatro palmeiras altas criam um ambiente acolhedor e sofisticado. A cúpola de vitrais e os pés-direitos altíssimos do ambiente impressionam e adicionam um toque de refinamento. A carta de chás é da prestigiosa empresa Palais des Thés.

Esse é o delicioso menu do Palm Court:
Sanduíches Ruben, de ovo cozido, de pepino, de salmão defumado estilo pastrami e de frango desfiado, Scones quentinhos servidos com creme Devonshire, coalhada de limão e yuzu e geleias feitas em casa, Cookie macaron preto e branco, Torta “savarin” de mel silvestre e pistache, “Choux” com creme, Cheesecake de chocolate e Nutella, Torta merengue de limão e yuzu.

O chá da tarde no Palm Court custa US$ 99.00 e pode ser acompanhado, a um custo adicional, de uma taça de champagne Cristal Louis de Roederer a um valor de US$ 165.00.

The Ritz Carlton Hotel, Tel Aviv, Israel


Localizado em Herzliya, de frente para a marina, a praia e a 15 minutos do centro de Tel Aviv, o lugar é magico. O chá da tarde é servido no Blends Lounge, um excelemte lugar para ver o movimento de pessoas que passam por ali. O Blends lounge é realmente lindo e está situado no lobby do hotel e com vista para a piscina e o mar.

A ideia é que quem estiver tomando chá da tarde ou comendo qualquer refeição, se sinta como se estivesse em uma casa arejada e não em um restaurante. Sofás aconchegantes, muitas flores, belos abat-jours e pés-direitos altíssimos fazem parte dessa elegante decoração. Toda a carta de chá é da prestigiosa empresa Dammann Frères.

Esse é o apetitoso menu do Blends Lounge (preparado especialmente para mim) com pratos que refletem as três religiões: judaica, islãmica e cristã. O chefe brasileiro adicionou o famoso prato shakshuka, ovos cozidos em molho de tomates, pimentão e cebolas, que pode ser comido a qualquer hora do dia: Doces típicos do Oriente Médio, Queijo Feta, Hummus, Azeitonas, Sanduíche com berinjela e ovo, de frango desfiado e de pepino.

O chá da tarde no Blends Lounge muda constantemente e custa US$ 48.00 e pode ser acompanhado, a custo adicional, de uma taça de vinho rosé com um pouco de Grand Marnier a um valor de US$ 60.00.

Para mais informações, visite os sites:
www.fairmont.com
www.ritzcarlton.com