Empresário filantropo luta pela criação da Lei Sansão em prol da proteção dos animais

48

No Brasil, quem pratica ato de abuso, maus-tratos, fere ou mutila animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos pode receber pena de apenas 3 meses a 1 ano de prisão e multa, aumentada de ⅙ a ⅓ se ocorrer a morte do animal. A principal lei que protege os animais é a Lei Federal 9.605/98, art. 32, de 12 de fevereiro de 1998, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais.

O empresário e filantropo Alexandre Soares apadrinhou neste mês o cachorro Sansão, que passa a receber toda estrutura para o tratamento vitalício, incluindo exames, medicamentos, fisioterapias e tratos especiais. Alexandre também luta pela aprovação da Lei Sansão no Senado (já validado na Câmara pelos deputados federais), em apoio a PL 1095/19,  que  estabelece a prisão de dois a cinco anos para quem comete crimes de maus-tratos contra animais e tem o intuito de  aumentar a multa para aqueles que  praticarem ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos.

No início de julho deste ano, Sansão, um pitbull de dois anos, foi vítima de tortura e teve as duas patas traseiras decepadas a golpes de foice pelos vizinhos, em Confins (MG). O caso ganhou grande repercussão, inclusive nas redes sociais (@todospor.sansao), e está movimentando um abaixo-assinado por pedido de justiça com prisão para quem promove maus-tratos contra animais, que já ultrapassa 620 mil assinaturas.

Com a ajuda de celebridades como os atores Rodrigo Lombardi e Thaila Ayala, os futebolistas Daniel Alves e Kaka; e as modelos Adriana Lima e Laís Ribeiro – que participam de um vídeo em apoio à criação da Lei Sansão, Alexandre Soares promove uma campanha nas redes sociais e tenta, através do seu advogado, uma audiência presencial com o presidente do Senado Davi Alcolumbre para colocar em votação o PL 1095/19.

A supermodelo e filantropa sul-africana Candice Swanepoel entrou na onda das top models brasileiras Adriana Lima e Laís Ribeiro e gravou uma mensagem em português para a campanha que apoia a criação da Lei Sansão.

Candice Swanepoel

Alexandre Soares considera que “infelizmente esse tipo de crueldade acontece com frequência no Brasil e o Sansão passará a ser um ícone dessa luta para os animais  como foi o caso da Lei Maria da Penha para muitas mulheres”. E completa: “eu, particularmente, gosto muito de animais mas acima deste sentimento está a minha crença de que o ser humano pode evoluir e, mesmo que não goste de animais, tem que aprender a respeitá-los, por isso nossa luta é contra o  fim da covardia e da agressão contra um ser vivo”.

Sobre Alexandre Soares

Desde 2010, Alexandre Soares se tornou filantropo e em 2015 se aposentou para dedicar-se à causas sociais onde tem a proteção dos animais como um dos seus pilares mais relevantes. Já foi o principal mantenedor de instituições como Clube dos Vira-Latas (2015), Rancho dos Gnomos (2016) e Ampara Animal (2016 a 2019), além do instagram Adote Um Coração (2019 e 2020).

Nos últimos anos, cerca de 1.200 cachorros já receberam amparo do empresário, incluindo os melhores tipos de exames veterinários e profissionais  do mercado (cada procedimento cirúrgico custa em média R$ 1.500 e pode chegar até R$ 15 mil em casos mais graves).

Agora, Alexandre Soares está dedicado ao início da sua própria instituição: Associação de Proteção Animal Patas Para Você, que tem a missão de dar continuidade ao trabalho realizado por seu presidente, de forma diferenciada e funcionando como um suporte de extrema importância, inclusive aos protetores, onde oferece tratamento especial aos cães mais necessitados.  

Alexandre Soares também é envolvido em grandes causas filantrópicas no exterior como a Fundação Roger Federer – que tem a missão de promover o acesso de crianças desamparadas à educação e esporte -, que ele ajuda financeiramente desde 2010. Em 2012, o tenista suíço Roger Federer quis conhecê-lo pessoalmente devido ao alto nível de contribuições  realizadas por Alexandre à fundação de Federer e desde então se tornaram amigos.