Courchevel: O paraíso para quem aprecia tudo que é espetacular!

22

Texto por: Maurício de Souza

Courchevel é uma famosa estação de esqui na França, que propõe o que há de melhor em hotelaria e artigos de luxo. Com excelentes hotéis, restaurantes estrelados e lojas de grifes, é considerado o lugar perfeito para aproveitar as férias de inverno, seja sendo super-rico ou não.

Como chegar:

Existem duas maneiras mais conhecidas para chegar até à localidade: ou indo de trem de Paris à Moutiers (5 horas de viagem) e logo em seguida, um táxi ou mesmo um ônibus (30 minutos de viagem) ou ainda por Genève, na Suíça. A estação de esqui fica bem perto da fronteira com a Suíça e a viagem de carro dura cerca de 3 horas.

Existem ônibus também que fazem o trajeto de Genève a Courchevel, sobretudo, no período de inverno. Para os super-ricos, Courchevel 1850 (os números significam a altitude em que se encontra a localidade) possui um pequeno aeroporto para jatos particulares de pequeno porte e helicópteros.

Courchevel é uma grande área extensa de esqui que faz parte do grupo de montanhas, Trois Vallées com 166 skilifts e 600km de pistas. Courchevel por si tem 150km de pistas para todos os níveis de dificuldade com 23 pistas verdes, 35 azuis, 32 vermelhas e 10 pretas. Isso significa que é quase impossível conhecer todas as pistas de esqui durante a estadia. Todas as pistas de esqui estão interligadas às outras localidades de esqui da região como Méribel e Val Thorens. Ônibus gratuitos estão disponíveis para levar os esquiadores às outras localidades também.

Courchevel é dividida em quatro vilarejos principais: Courchevel Le Praz ou 1300, Courchevel Villlage ou 1550, Courchevel Moriond ou 1650 e Courchevel 1850. Quanto mais se sobe, mais caro tudo se torna. Courchevel oferece diversão para todos os bolsos e gostos. Afinal, a neve é gratuita para todo mundo independente do status social. Pelo fato que as pistas estarem localizadas na parte norte das montanhas, a qualidade da neve é excelente com dias ensolarados durante todo o período de inverno.

Courchevel 1850

Courchevel 1850 é a localidade mais famosa da região por ser o vilarejo de escolha dos bilionários do mundo. Tudo é de um luxo extremo. Lojas como Chanel, Dior, Louis Vuitton e Hermès estão à disposição para quem quiser gastar indefinitivamente.

Courchevel 1850 é famosa por albegar a maior quantidade de hotéis cinco estrelas e restaurantes estrelados Michelin que em qualquer outro lugar no mundo e a maior quantidade de chalets magníficos e gigantescos encontram-se neste vilarejo. Russos oligárquicos esquiam com roupas de esqui entre as mais caras enquanto mulheres desfilam com diamantes que chegam a ofuscar por serem tão puros e luminosos. Há quem se deixe intimidar por todo esse glamour, mas quem vai para Courchevel 1850 tem que já ir preparado mentalmente e saber que esse é o ambiente do jet-set.

O que fazer:

Courchevel oferece muitas atividades aprés-ski. São inúmeras boates, lounges e cafés que é impossível ficar entediado nesse lugar. Não é obrigatório saber esquiar! O vilarejo é tão lindo que quem não esquia pode optar para brincar na neve, fazer passeios pelas redondezas com panoramas de tirar o fôlego, assistir aos vários campeonatos de esqui e snowboard ou passar o dia em um dos Spa fazendo tratamento de beleza.

Para os amantes de vida noturna, o Courchevel 1850 tem excelente clubes com os melhores DJs internacionais, além de ser um ótimo lugar para as famílias com crianças pequenas. Para os amantes de gastrononia, é um paraíso para quem aprecia uma boa comida e um bom vinho, pois os restaurantes propõem uma culinária deliciosa. Um restaurante que não pode faltar durante a estadia é o La Cave des Creux, comandado pelo irmãos Boris e Florian Glise. Em estilo chalet alpino e com um grande terraço, o local é fantástico e com um menú saboroso. Com acesso direto às pistas de esqui, tem uma vista fantástica para os Alpes.

Mesmo nos momentos mais frios e ensolarados, os clientes preferem sentar-se do lado de fora para apreciar a natureza. O salão principal tem uma decoração feita de pedra, enormes vigas de ferro, iluminação industrial e uma lareira que dão ao local uma sensação moderna.

O menu oferece pratos típicos da região como fondue de três queijos com cogumelos, ravioli com trufas, além do prato com queijos e presuntos locais. O menu é bem extenso e oferece excelentes pratos de carne e de peixe. O buffet de sobremesas é maravilhoso também.

Um outro restaurante imperdível é o Le Pilatus. Localizado perto do aeroporto, é um dos mais antigos da localidade com mais de 15 anos de existência. Enquanto degustam os pratos saborosos, os clientes podem ver os pequenos jatos particulares e helicópteros trazerem os bilionários para Courchevel 1850.

Para quem procura charme autêntico de montanha, o restaurante é todo decorado em estilo savoiardo; todos os acessórios e móveis são de madeira. O restaurante também tem alguns quartos para alugar. O menu inclui a famosa tarte savoyarde, vieiras com batatas trufadas, escargots e uma seleção das melhores carnes do mercado. A carta de vinhos é uma das mais variadas da região. Para os amantes de doces, existe uma sala com um buffet só de tortas e outras delícias.

Um outro queridinho é o Chalet Fouquet’s.

Com foco em ingredientes de qualidade, uma culinária tradicional savoiarda e um serviço impecável, o restaurante além de ser um verdadeiro sonho é super romântico e aconchegante para no máximo 12 pessoas, portanto a reserva é obrigatória. Todo decorado em madeira e mesas bem próxima uma das outras, o menu é típico da montanha como a raclette do chefe Xavier Thuret servida com frios da Maison Garcia em Toulouse ou ainda a tartiflette feita com queijo reblochon, batatas, cebola e bacon.

A parte mais ‘difícil’ do jantar é o fondue de chocolate feito com 37% cacau Monsera e 68% cacau da Maison du Chocolat. O restaurante fica dentro do primeiro hotel de montanha a ser construído pelo prestigioso grupo hoteleiro Lucien Barrière.

Nama é um outro restaurante queridinho do jet set. Decorado com bonsai e todo em madeira e com vista de cartão-postal para as pistas de esqui, o restaurante está situado dentro do Hotel Aman Le Mélézin.

O restaurante propõe um cardápio bem diferenciado celebrando a tradição japonesa da arte culinária washoku, uma experiência gastronômica tradicional reconhecida pela Unesco. O menu é baseado na simplicidade dos pratos combinados com a mais impecável apresentação do chefe Keiji Matoba onde sashimi, sushi e carne wagyu são as especialidades.

Comer no Nama é como se o cliente estivesse comendo dento do Palácio Imperial de Tóquio onde tudo é orquestrado de modo que o cliente tenha uma inesquecível e excepcional experiência culinária. Além do serviço de alto padrão, o local prioriza a utilização apenas de ingredientes frescos e sazonais. Impressionante é imaginar que mesmo estando na montanha, os peixes são fresquíssimos e de excelente qualidade.

Onde ficar:

Hotel Aman Le Mélézin

Construído em 1992 e completamente reformado em 2016, o hotel é divino. Para os amantes de esqui, o hotel fica bem próximo à pista de esqui Bellecôte oferecendo o serviço de ski-in e ski-out. O hotel fica bem pertinho do centro e possui vans para acompanhar gratuitamente os clientes aos restaurantes e às lojas locais. É possível alugar todo o equipamento de esqui no próprio hotel. O hotel tem uma loja de esqui, a Bernard Orcel, que cuida dos hóspedes com muito carinho. A loja tem tudo para o desportista invernal desde roupas da marca Fendi a Bogner, além de equipamentos de marcas renomadas como Chanel.

Na volta do dia nas pistas, o hóspede deixa os equipamentos na loja e no dia seguinte tudo estará prontinho lhe esperando. Até as botas estarão quentinhas! A loja sempre tem água, café, snacks, frutas e outros docinhos para os clientes.

O hotel é desenhado como se fosse um grande chalet. Pisos em madeira, pedra cinza e os painéis de vidro soprados à mão da empresa Verrerie de Saint Just combinam harmoniosamente com os salões com as grandes lareiras e poltronas de couro. Impressionante é o corredor de vidro fechado com treliça de madeira que conduz o cliente até à recepção.

No lobby, encontra-se uma árvore de bonsai de 100 anos. A designer de interiores Roseline Granet não poupou esforços ao utilizar painéis de carvalho envelhecido e esculturas na decoração da propriedade. Para apreciar a paisagem, gigantescas janelas têm vista para o terraço de  pedra com fogueiras. São somente 31 quartos e suítes decorados em estilo alpino com muita madeira e pedra criando um ambiente refinado e aconchegante. Uma palete de cores foi inspirada nos Alpes para trazer a paisagem para dentro dos aposentos.

Alguns quartos e suítes têm uma varanda com vista para as pistas de esqui. Materiais como o carvalho e o avorio, uma pedra bege clara, foram usados no banheiro de modo a criar uma sensação natural e suave.

O banheiro possui piso aquecido, um toilete e uma ducha separados, duas pias separadas e uma banheira em mármore de imersão profunda.

A primeira refeição do dia é feita no restaurante Nama. Os cardápios é à la carte e logo que se chega recebe-se uma cestinha com deliciosos croissants e pães feitos na padaria do hotel e o suco de frutas natural do dia. O famoso French toast (Pain perdu, em francês) com geléias feitas no hotel é dos deuses assim como a omelete com queijo, tomate e ervas finas.

Durante a tarde, quando se retorna das atividades, é possível tomar um aperitivo na Library, um salão com um bar e vários livros de arquitetura, moda, viagens e gastronomia. À noite, o ambiente da Library se transforma com artistas cantando música ao vivo. Para os fumantes, o hotel tem o Fumoir que é um local onde é possível fumar charutos provenientes do Amanera, o outro hotel do grupo na República Dominicana e beber um whiskey ou um cognac. Para um momento de relax, o hotel tem um Spa com uma piscina de 14 metros, jacuzzis e sauna seca, à vapor e um extensa lista com vários tratamentos corporais e faciais.

Por fim, se estiverem programando as férias de inverno, Courchevel é o lugar perfeito onde todos os sonhos de consumo podem ser realizados. E a hospedagem no hotel Aman Le Mélézin será inesquecível.

Maiores informações:

www.cavedescreux-courchevel.com
www.altibar.com
www.hotelsbarriere.com
www.aman.com
www.bernard-orcel.com
www.courchevel.com