As tâmaras Bateel: As doçuras dos deuses que caem do céu

173

Texto e imagens: Maurício de Souza 

No Brasil, a fruta é conhecida durante as festas de Natal e de fim de ano. Já nos países árabes, elas fazem parte da cultura e do dia a dia dos habitantes dessa riquíssima região.

Quem nunca ouviu falar ou já provou as tâmaras durante as festas de fim de ano? Essa deliciosa fruta, queridinha dos povos antigos, é fruto da tamareira (Phoenix dactylifera), uma palmeira originária do norte da África. Dizem que um beduíno quando está peregrinando pelo deserto, o único alimento que come é a tâmara. Possuindo muita fibra na sua composição, é uma fruta repleta de minerais, como: ferro, manganês, potássio, zinco, fósforo, cálcio e vitaminas, como: ácido fólico, vitamina K, vitamina A, riboflavina, niacina e tiamina.

 

Geralmente, é encontrada em supermercados e lojas de produtos naturais na forma desidratada. Pode ser consumida ao natural ou usada para substituir o açúcar em receitas para preparação de tortas e outras sobremesas. A tâmara oferece boas quantidades de antioxidantes e seu consumo diário (no máximo três ao dia) oferece os seguintes benefícios à saúde:

1-Mantém o bom funcionamento do intestino

2-Previne a diabetes

3-Ajuda a ganhar massa muscular

4-Previne o câncer

5-Diminui o colesterol ruim

6-Facilita o trabalho de parto

7-Ajuda a combater doenças neurodegenerativas

8-Fortalece o sistema imunológico

9-Previne doenças cardiovasculares

10-Previne o envelhecimento precoce

Bateel, a mais conceituada fornecedora de tâmaras do mundo 

Fundada em 1936 no reino da Árabia Saudita, essa empresa vem fornecendo essas frutas para o mundo inteiro e para as famílias reais dos países do Golfo Árabe. São no total mais de 100.000 tamareiras cultivadas na região de Al Ghat, ao norte de Riyadh e não distante do vale das montanhas Tuwayq. As fazendas de tâmaras da empresa Bateel utilizam técnicas sustentáveis: cada palmeira é irrigada com água natural do wadi do deserto transformando a paisagem em um oásis fértil. Toda a água é reciclada e preservada e 2.000 toneladas de resíduos orgânicos são devolvidos à fazenda como composto rico em nutrientes. De modo a obter frutos de excelente qualidade e que os frutos cresçam no seu melhor potencial, os ramos das tamareiras são podados de modo a garantir uma ótima circulação de ar e espaço. À medida que as tâmaras crescem, são envoltas em tecidos de gaze de algodão para evitar que pássaros e insetos possam ter contato com os frutos. Bateel colhe por ano mais de 3.000 toneladas de tâmaras orgânicas da mais alta qualidade. Durante a temporada, agricultores chegam a subir em árvores de mais de 20 metros a fim de escolher a dedo cada tâmara no momento ideal de maturação. Bateel produz anualmente quase 2.000 toneladas de composto orgânico, que são devolvidos ao solo para que continue a ser rico em nutrientes. Quando as tâmaras estão prontas para serem colhidas, são enviadas para um depósito no reino Arábia Saudita de modo a preservar o sabor e limpas com máquinas de excelente tecnologia.

Em seguida, são transportadas para um depósito em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, onde uma equipe de artesãos prepara e recheia as tâmaras com nozes premium, frutas cristalizadas e chocolate. Bateel oferece sete tipos diferentes de tâmaras:

Ajwa – Considerada a tâmara sagrada, pois era a favorita do profeta Mohammed ( Maomé), tem uma textura parecida com a ameixa e é de cor preta. É macia e levemente doce, é da variedade seca e possui um sabor frutado.

Khidri – Originária do Egito, é a mais conhecidas entre todas. De cor âmbar a marrom escuro com pele escamosa enrugada e macia e tem um sabor doce de passas e caramelo.

Kholas – Apreciada em todos os estágios do processo de amadurecimento, balah (verde), rhutab (semi-madura) ou tamr (totalmente). Em formato oval e com uma pele semi-translúcida escura e castanho-dourada, é servida com café árabe. É macia e tem sabor de caramelo.

Medjool – Cultivada também na Califórnia, é um tipo de tâmara bem popular no mundo inteiro. De forma alongada e de extremidade pontiaguda, é deliciosa e tem um sabor característico de caramelo com notas de sabor de baunilha.

Segai – Nativas do reino da Arábia Saudita, tem uma aparência multicolorida única. De formato alongado com a base mais larga que a ponta, apresenta uma borda de cor bege clara e um corpo com tonalidade do açafrão ao laranja escuro. O sabor da borda lembra o açúcar mascavo quente e a base é suculenta e levemente adocicada.

Sokari – Conhecida como a tâmara real, é a tradução fiel da palavra árabe “açúcar”. Disponível em variedades macias e duras, tem a forma de cone com vincos proeminentes em pele com tonalidade de amarelo ao dourado escuro. A variedade dura apresenta açúcares cristalizados e oferece um sabor crocante de caramelo.

Wanan – Essa tâmara é uma das mais exclusivas da Bateel e a mais desejada entre os “connoisseurs”. De corpo longo, em formato de cone e de pele escura e enrugada, é bem doce.

A boutique Bateel oferece uma gama completa de tâmaras recheadas com pistache, amêndoas, nozes-pecã, frutas cristalizadas e secas. É possível também comprar produtos gourmet de primeiríssima qualidade, como: geleias, azeite de oliva, mel e tantas outras delícias. Para uma tarde deliciosa, vale a pena passar algumas horas no Café Bateel que oferece uma culinária internacional e um menu com produtos sazonais. A loja gourmet e o Café Bateel estão presentes em vários países do mundo e seus produtos podem ser adquiridos on-line também. Bateel é uma marca tão exclusiva que foi a única loja autorizada em vender caixas com tâmaras com o logo da EXPO Dubai. Bateel confecciona lindas travessas e caixas com tâmaras e chocolates para dar de presente. Para o período religioso do Ramadã desse ano, Bateel criou magníficas caixas de presente também.

Por fim, se estiver em algum país onde se encontra a loja Bateel não deixe de experimentar essas doçuras caídas do céu.

Para maiores informações visite o site: www.bateel.com