SUSTENTABILIDADE É COOL | BURBERRY ANUNCIA QUE NÃO IRÁ MAIS QUEIMAR PRODUTOS NÃO VENDIDOS OU USAR PELES EM SUAS COLEÇÕES

06 set, 2018

Sob o comando do novo diretor criativo, Riccardo Tisci, a grife britânica está prometendo avançar para um futuro mais sustentável

modasustentavel
No início deste ano, um  relatório revelou que a Burberry havia destruído mais de £ 28 milhões de roupas e perfumes em 2017, SIM, o número que você acabou de ler está correto -rs – que, sem surpresa, provocou indignação. Mais tarde, elaboramos sobre  isso, descobrindo que a empresa britânica não estava sozinha e, de fato, a queima de bens não vendidos ​​era um problema de toda a moda.

Qual o motivo pelo qual as marcas de luxo queimam seus produtos não vendidos? Para proteger sua propriedade intelectual, manter a exclusividade e evitar a falsificação. A maior parte das grifes de luxo não faz liquidação ou bazares para evitar que suas peças cheguem por um preço barato em lojas de desconto, sites de revenda ou acabem revendidas no mercado negro. 

Nos esforços para se tornar mais sustentável, a Burberry anunciou hoje que não mais estaria destruindo produtos não vendidos e, em vez disso, reutilizaria, reciclaria ou doaria. “Na Burberry, somos apaixonados por impulsionar mudanças positivas”, disse um comunicado divulgado pela empresa. “Nossos objetivos de responsabilidade cobrem toda a área de cobertura de nossas operações e se estendem às comunidades ao nosso redor”.

Os esforços de reciclagem não são totalmente novos – ao longo dos anos, sob uma promessa de sustentabilidade já existente, a parceira da empresa com a marca sustentável Elvis & Krasse reaproveitou os cortes de couro, além de financiar pesquisas no Royal College of Arts para criar novos materiais sustentáveis.

Além de seus esforços para reduzir o desperdício, a marca britânica deixará de usar peles em qualquer de suas coleções   incluindo a coleção de estreia de Riccardo Tisci em 17 de setembro. A renúncia de peles é algo que foi reforçado por várias grandes marcas este ano, incluindo Versace , Tom Ford e Gucci . “Luxo moderno significa ser social e ambientalmente responsável. Essa crença é fundamental para nós na Burberry ”, disse o CEO da empresa, Marco Gobbetti.

A novidade simboliza um novo capítulo para a Burberry, momento perfeito para coincidir com a estreia da época de Tisci na próxima semana, tudo novo.
Vamos amar cada vez mais o nosso planeta? É tão cool ser sustentável ♥

 

[ redação: Marianne Buerschaper ] [ fotos: Burberry _ internet ]

 

Posts relacionados

Deixe uma resposta