#PrayForAmazonia

24 ago, 2019

Saiba como pequenas atitudes podem ajudar a salvar a Amazônia

Foto: Reprodução

Não é de hoje que a Amazônia está em perigo. Os oceanos estão cada vez mais poluídos, a sociedade está produzindo cada vez mais lixo e estamos colocando diversas espécies em extinção. Não podemos deixar a mãe natureza morrer. Saiba agora como agir além dos textões nas redes sociais e colocar algumas pequenas atitudes em prática em seu cotidiano. A natureza agradece.

Post – @coolmagazine

Além disso, existem outras inúmeras vantagens de se consumir alimentos orgânicos: são livres de hormônios, agrotóxicos ou qualquer produto químico, absorvem mais gás carbônico da atmosfera do que a agricultura tradicional e são extremamente saborosos. O único empecilho de incorporar tal atitude sustentável no dia a dia ainda é o preço, porém com o aumento do incentivo e demanda, a tendência é que essa realidade mude.
Fonte: Awebic

Post – @coolmagazine

Clique aqui para ver como reciclar devidamente o seu lixo:
RECICLAGEM

Post – @coolmagazine

O setor da agropecuária também é um dos principais responsáveis pelo desmatamento de florestas, pois necessita-se de uma grande área de pastagem para a criação de gado. Além disso, consome-se muita água e energia durante todo o processo.
Fonte: Awebic

Post – @coolmagazine

Opte por essas atitudes também!

  • Evitar comprar água de garrafa plástica.
  • Usar ecobags para fazer compras.
  • Não comprar pratos e copos descartáveis.
  • Escolha recipientes reutilizáveis.
  • Diga não aos canudinhos.
  • Escolher fraldas de pano.
  • Limitar os alimentos em embalagens plásticas.
  • Fazer sucos em casa.
  • Ao invés de absorventes descartáveis, que tal calcinhas absorventes ou o coletor menstrual?
Post – @coolmagazine

As pequenas partículas que enfeitam os foliões são feitas de plástico e alumínio. Os glitters convencionais, ao serem descartados, escorrem pelos ralos da casa de cada folião. Por ter até cinco milímetros de diâmetro, o microplástico não consegue ser filtrado e cai nos oceanos. Eles entram para a cadeia alimentar ao serem ingeridos por peixes e até por humanos. De acordo com um estudo publicado em 2015, existem entre 15 e 51 trilhões de micropartículas nos mares que afetam a fauna marinha atualmente. Fonte: HuffPost Brasil

Os glitters biodegradáveis, por ser feito à base de algas marinhas, o material biodegradável se dissolve facilmente na água e não prejudica espécies marinhas. 

Post – @coolmagazine

E aí, vamos juntos ajudar a Amazônia?

Inspiração para a composição desse post: Glamour Brasil

Posts relacionados

Deixe uma resposta