Portofino. Um dos vilarejos mais encantadores da Itália

09 abr, 2019

Plínio, o Velho, um naturalista romano que viveu entre os anos 23 d.C. e 79 d.C. chamava o vilarejo de Portus Delphini. Por causa da destreza dos pescadores em alto-mar, ele os chamava de golfinhos. Daí o nome do local. Portofino ficou conhecida nos anos sessenta onde o jet-set parava ali com seus iates. Sir Winston Churchill, Grace Kelly, Elizabeth Taylor, Roger Moore e Gianni Agnelli são algumas das tantas celebridades que frequentavam o lugar. Já no tempo atual, Jay Z e Beyoncé, Steven Spielberg, Madonna e Jennifer Lopez foram vistos passeando pelos arredores.

Portofino é uma verdadeira joia escondida entre o mar e as montanhas. De qualquer lado que se vá, não tem como não ficar impressionado com tanta beleza. O lugar parece uma tela pintada por um dos mais célebres pintores de todos os tempos. A melhor maneira para se chegar é estando hospedado em Gênova, a capital da região da Liguria, que fica cerca de uma hora de distância. Para quem vier de trem, a estação mais próxima é Santa Margherita Ligure. Dali parte um pequeno ônibus que leva até o vilarejo. É possível se hospedar em Santa Margherita e fazer o trajeto partindo de lá. Para aqueles que dinheiro não é problema, se hospedar em Portofino é a melhor opção.

Portofino é o destino favorito dos ultra-ricos. Com restaurantes luxuosos e butiques de marcas sofisticadas como Emanuela Caruso, que é de Capri, mas tem uma loja local, Giorgio Armani, Brunello Cucinelli, Louis Vuitton, Salvatore Ferragamo, Hermès, Dior,Gucci, entre outras, o vilarejo se torna um atrativo para os super-ricos. Portofino não é um daqueles lugares para se visitar correndo. É preciso pelo menos dois dias ou mais para conhecer bem o vilarejo e os arredores. Em Portofino não deixe de visitar o Castelo Brown, um castelo do século XVI com uma vista espetacular para o vilarejo e o Golfo del Tigullio, a igreja de São Martim do século XII, a Igreja de São Jorge com relíquias trazidas pelos Cruzadas e o Oratório de Nossa Senhora da Assunção. Já perto do vilarejo recomendo a Abadia de São Fruttuoso e as famosas Cinque Terre. Quem vai à Itália com certeza vai para comer bem, pois cada região tem uma gastronomia única. Aqui recomendo os “spaghetti al pesto”, um molho feito com mangericão e nozes, comer muitos frutos do mar e a famosa “focaccia al formaggio di Recco”, uma pizza feita com queijo stracchino. Tudo regado com um bom Aperol Spritz, a típica bebida italiana do verão europeu. Para terminar o almoço ou o jantar com chave de ouro, um bom gelato não faz mal a ninguém.

Hotel Belmond Splendido, Portofino

São praticamente dois hotéis em um só. O Belmond Splendido al Mare e o Belmond Splendido Portofino. O primeiro, com somente 16 aposentos, se encontra na pracinha no centro de Portofino. O segundo, está localizado no alto de uma colina verdejante com terraços, jardins com plantas e flores perfumadas e arvores centenárias. Abrir a janela pela manhã e ouvir os pássaros cantarem é um sonho. O hotel já foi um monastério e, por ter sido saqueado diversas vezes, foi abandonado. Anos depois foi comprado pela família aristocrática Baratta. Já em 1901, o hotel foi adquirido por Ruggero Valentini, que transformou a propriedade em hotel. Em 1902 abre as portas um dos mais procurados e sofisticados hotéis da Europa.

Elegante ao extremo, mas sem exageros, o Belmond Splendido Portofino emana um ar chic com mobiliário antigo e piso em mármore branco e cinza. Pelos corredores é possível ver fotos de antigos hóspedes como Grace Kelly e o príncipe Rainier, Maria Callas e Madonna. A vista da piscina de água salgada para os jardins do hotel e para o mar impressiona muito. É possível avistar o castelo Brown, os mega-iates ancorados e a mansão da dupla da moda Dolce & Gabbana. Todos os 70 quartos e suítes têm vista para o mar.

A suíte onde me hospedei tinha um pequeno terraço com espreguiçadeiras, piso em madeira de lei, banheiro em mármore com amenidades de cosmetologia da famosa casa italiana Bottega Veneta, fotos antigas da região, cortinas em tafetá de seda pura e toda a tecnologia para o hóspede moderno e exigente. Além do bar, que é o ponto de encontro após o jantar, o hotel tem dois restaurantes e o La Terrazza merece destaque. Com vista de cartão postal da piscina e o mar, é pilotado pelo chefe Corrado Corti, que prepara pratos típicos da região, além da culinária italiana tradicional.

O menu muda constantemente e o chefe sempre traz produtos locais e sazonais. Pratos deliciosos como a massa talharim com creme de aspargos e mini lulas, o arco-íris de frutos do mar com fondue de tomate apimentado, o rolinho de pistache e vinho Scciachetrà com sorbet de framboesa e canolo siciliano, levam os clientes ao delírio. O café da manhã é em estilo buffet chic e à la carte. O buffet oferece tantas delícias que é quase impossível escolher. Para complementar a estadia não podia faltar a roupa de cama em puríssimo algodão da prestigiosa marca Frette. Para um momento de relax, o Spa oferece diversos tipos de tratamentos corporais e faciais. Recomendo o tratamento purificante para o rosto de 50 ou 80 minutos. Os produtos utlizados são das casas Mei e Owey, que são endereçados ao público que prefere produtos orgânicos e não ofensivos à natureza.

O hotel tem um “shuttle service” para acompanhar os hóspedes até o centro de Portofino. Quem quiser pode descer até Portofino pelas escadas. Vale lembrar que Portofino não tem praia, a mais próxima fica no vilarejo de Paraggi, não muito distante do hotel. O hotel organiza dia na praia e passeios nas centenas de trilhas da região, além de visitas guiadas às vinícolas e a outros lugares interessantes.

Aproveite a sua estadia na Itália e não deixe de se hospedar no Belmond Hotel Splendido. Será uma lembrança para sempre.

Maiores informações: www.belmond.com

Deixe uma resposta