Paris em dose dupla!

09 jun, 2017

Paris é uma cidade única em todos os sentidos. Com tanta coisa para fazer é impossível ver tudo em uma só viagem; é quase obrigatório retornar inúmeras vezes. Não por acaso é considerada uma das cidades com o maior número de visitantes.

Quem nunca visitou Paris vai querer visitar os principais monumentos turísticos. Já na segunda viagem, o visitante não vai querer repetir os mesmos passeios e se concentrará em visitar um bairro específico ou fazer alguma atividade interessante, seja ela compras ou uma imersão nos vários templos gastronômicos que a cidade tem a oferecer. Sentar-se naquela pracinha e deixar o tempo passar, ir a uma peça de teatro ou a uma mostra em um museu deve fazer parte do roteiro. Afinal, Paris oferece tudo e mais um pouco para qualquer tipo de turista, pois vai depender do gosto e da condição financeira de cada um. Como a cidade é muito grande, recomenda-se planejar o roteiro muito bem. Chegar em Paris e ficar correndo de um lado para o outro não é recomendável. Paris é eterna e estará sempre de braços abertos esperando seus queridos visitantes.

Onde ficar:

Com tantos hotéis luxuosos espalhados pela cidade, a rede hoteleira Dorchester se destaca com dois hotéis sublimes na capital: localização perfeita e um serviço espetacular.

Hotel Plaza Athenée, Paris

Localizado na Avenue Montaigne, esse é um hotel-palácio. Um hotel-palácio é uma nova categoria de hotéis em Paris que supera um hotel cinco estrelas em todos os requisitos. Esse título conferido ao hotel é mais que merecido. Inaugurado em 1913, o hotel possui 154 quartos e 54 suítes. O hotel passou por uma grande reforma e a designer Marie-Jose Pommereau foi a responsável em dar ares frescos aos aposentos. Ela utilizou tons quentes para as paredes com cores que vão desde a flor peônia a um amarelo solar, além de utilizar tecidos adamascados, bordados e sedas de várias casas famosas para adornar as janelas, as cadeiras e as camas. As áreas comuns foram redecoradas pelo designer de interiores Bruno Moinard. Luxo e moda sempre foram palavras-chave do hotel Plaza Athenée. Estrategicamente, em 1947, o costureiro Christian Dior instalou a sua primeira “maison” no número 30, logo em frente ao hotel, para oferecer comodidade à grande clientela hospedada nas redondezas. Em homenagem a esse grande costureiro, o hotel abriu em 2008 o SPA Dior, um dos mais revolucionários SPAs e institutos de beleza de Paris, propondo uma grandiosa gama de tratamentos faciais e corporais e utilizando produtos de alta cosmetologia da “maison”. Personagens famosos como Grace Kelly, Johnny Depp, Anna Wintour, Stevie Wonder, Penelope Cruz e o guru das celebridades do Brasil, Tuca Franchini, tiveram passagem pelo hotel. Com sua arquitetura Haussmann, o hotel esbanja em sofisticação e elegância. Porém não só de sofisticação e elegância vive o estabelecimento, a suntuosidade e a pompa tomam forma através da decoração clássica e um atendimento espetacular para atender aos hóspedes exigentes. Quando entramos no Plaza Athenée é como estar em um conto de fadas. Pessoas bonitas e elegantes compõem o cenário como se fosse um verdadeiro colírio para os olhos. O hotel ostenta espaços luxuosos, porém sempre priorizando o atendimento impecável. O lobby é um local aconchegante com seu agradável aroma de flores cuidadosamente arrumadas em vários vasos na área central. As poltronas e os sofás servem aos hóspedes para sentar e acompanhar a movimentação do hotel. Estar no hotel Plaza Athenée é para ver e ser visto, como é no caso da Galerie des Gobelins, um espaço para tomar um chá e comer pratos mais leves enquanto se observa as pessoas ao redor.

Restaurante Alain Ducasse

Para a decoração, o famoso chefe Alain Ducasse contratou Patrick Jouin e Sanjit Manku. O resultado foi algo nunca visto em nenhum outro templo gastronômico. Durante o dia, o local oferece café da manhã – somente para hóspedes do hotel – e almoço. Já à noite, o local se transforma em um ambiente aconchegante com uma cozinha respeitosa ao meio ambiente prestando homenagem à culinária mediterrânica. Desde os sofás que nos fazem lembrar as “cloches”, que mantém as comidas quentes ao lustre de cristal em forma de gotas de chuvas aos pratos maravilhosamente elaborados, tudo parece ter sido formulado de modo que o hóspede tenha uma inesquecível experiência gastronômica. O menú é sazonal e a carta de vinhos faz parte de uma seleção de rótulos especiais das regiões Bordeaux, Rhône e Bourgogne. Esses vinhos são provenientes da adega exclusiva de Alain Ducasse. Com apenas 33 anos, o chef Alain Ducasse fundou o restaurante Louis XV no Hôtel de Paris em Monte-Carlo, no Principado de Mônaco e foi o primeiro restaurante em hotel a ser premiado com três estrelas Michelin. Hoje ele tem vários restaurantes renomados em várias partes do mundo. Alain Ducasse não só é um excelente profissional, mas também uma pessoa de grande simpatia e carisma, sempre aparecendo nos seus restaurantes e acompanhando pessoalmente sua trajetória de proporção estelar.

Hotel Le Meurice, Paris

No número 228 da rue de Rivoli, em frente aos Jardins des Tuileries e próximo ao Musée du Louvre, esse hotel lendário passou por uma outra grande transformação. Para trazer outros ares na parte da decoração, foram contratados Philippe Starck e sua filha Ara. Para decorar as áreas comuns como o lobby, restaurantes e o bar, Philippe Starck se inspirou em Salvador Dali que se hospedava no hotel por um mês, todos os anos. Se “respira” ares de Dalí por todos os lados em uma homenagem ao surrealismo. Mesinhas em forma de sapato masculino e os pés das cadeiras em formas de sapatos altos são criações de Starck. O painel do teto do restaurante Dalí foi desenhado pela filha de Philippe Starck, a artista plástica Ara Starck. Com 160 quartos e suítes primorosamente decorados pelo designer de interiores Charles Jouffre em estilo do século XVI ao Império, o hotel acolhe cada hóspede com intimidade e muito charme. Foram utilizados 30 diferentes estilos de decoração e mais de 170 referências de tecidos. Cada andar tem um estilo particular. O primeiro propõe uma decoração estilo Louis XVI em branco e dourado com chaminés, chão em madeira e obras de arte. Já no segundo e terceiro andares a decoração é dedicada a homens de negócios. Os pisos superiores são propícios a uma clientela que queira residir em Paris durante um período mais prolongado. Flores perfumadas, cortinas em tafetá de seda pura das casas de tecidos Rubelli, Braquenié, Colony e Nobily, entre outros, e banheiro com pias separadas em mármore complementam a estadia. Apesar da história do Le Meurice ter começado em 1771, o hotel oferece todas as amenidades para o hóspede moderno. Vários personagens ilustres tiveram passagem pelo hotel. O compositor Peter Ilitich Tchaicovsky residiu no hotel durante os seus concertos na capital e Pablo Picasso organizou seu jantar de casamento ali. O hotel sempre foi o lugar escolhido da aristocracia internacional. O rei da Espanha, Afonso XIII, vinha para o hotel trazendo toda a sua mobília. O rei de Montenegro, o duque e a duquesa de Windsor, o rei George VI e o maharaja de Jaipur, entre outros, utilizavam o hotel como residência quando estavam em Paris. Já na época moderna, Kanye West e Beyoncé são também algumas das personalidades que se hospedaram nesse suntuoso hotel. Madonna, durante as gravações do filme W.E. e Woody Allen, durante parte das filmagens do filme Meia Noite em Paris feitas no hotel. O restaurante Dalí fica situado bem no lobby e é um lugar de encontro da alta sociedade internacional: perfeito para um drink ou uma refeição leve. O principal restaurante, Le Meurice, foi inspirado no “Salon de la Paix” do Palais de Versailles. Sublime na decoração onde foram utilizadas cores branco e prata, o serviço encanta todos os hóspedes com a qualidade da sua cozinha também pilotada pelo chefe Ducasse. O café da manhã é maravilhoso oferecendo sucos frescos e orgânicos, além da maravilhosa cesta de pães e croissants feitos no próprio hotel. O cardápio à- la-carte é de tirar o fôlego de tanta opção. O hotel Le Meurice também é considerado um hotel-palácio, um estabelecimento que supera qualquer expectativa de um hotel cinco estrelas. Essa condecoração é difícil de ser obtida e é uma honra para qualquer estabelecimento poder ter essa qualificação.

Enfim, Paris é uma cidade com muitas opções que vão desde teatros às experiências gastronômicas, passando por museus, passeios e compras. Portanto, vale a pena se programar com calma e visitar essa cidade única, nem que seja uma só vez na vida. E se a hospedagem for em um hotel-palácio como o hotel Plaza Athenée ou o hotel Le Meurice, a experiência será melhor ainda. A dose com certeza será dupla.

+ INFORMAÇÕES:

www.dorchestercollection.com

Texto: Mauricio de Souza souzamauricio@hotmail.com

Instagram: @mauriciocool

 Twitter: @mauriciocool

Fotos: Mauricio de Souza

Posts relacionados

Deixe uma resposta