Hotel Plaza Athénée: o hotel que saiu de dentro de um conto de fadas

02 jul, 2019

Era uma vez, o palácio de amanhã. E assim começa a história de um dos hotéis mais luxuosos da França.

No momento em que se entra no Plaza Athénée é como entrar em um lugar mágico, em um contos de fadas. Localizado na Avenue Montaigne, perto das lojas de luxo e das “Maisons” de alta costura, o hotel é um verdadeiro sonho. Tudo no hotel é perfeito e funciona como um verdadeiro relógio suíço. Por ter uma localização privilegiada, o hotel é o local favorito de muitas celebridades nacionais e internacionais, como reis e rainhas, presidentes e todo aquele mundo dourado que muitos só conseguem ter acesso assistindo à televisão ou acessando as mídias sociais.

Muito próximo do hotel estão o famoso Théâtre des Champs-Elysées, o cabaret Crazy Horse e as famosas Avenue George V e Avenue des Champs-Elysées. A Avenue Montaigne sempre foi elitista. Os imóveis da avenida mais cara de Paris foram construídos para serem residências da elite francesa. Pouco a pouco, os prédios foram dando espaço para empresas internacionais, bancos, escritórios de advocacia e lojas de luxo.

Esse lindos edifícios, em estilo Haussmann, foram edificados em torno dos anos 1875 e eram o endereço da alta nobreza e da antiga burguesia parisiense. Assim que se chega no hotel, o hóspede vai se deparar com o lobby onde o piso é em mármore, belos lustres e espelhos, além de magníficos arranjos florais.

O estilo do hotel é uma mistura eclética do século XVII com elementos Art Déco e com um pequeno toque de Modernismo. Durante a primavera é impossível não notar todas as sacadas floridas com gerânio; o vermelho é a cor típica do hotel. O Plaza Athénée é um hotel-palácio. Essa é uma nova categoria de hotéis em Paris que supera um hotel cinco-entrelas em todos os requisitos. Esse título, conferido ao hotel, foi realmente merecido.

Inaugurado em 1913, o hotel possui 154 quartos e 54 suítes e foi totalmente reformado pela designer Marie-Jose Pommereau, que remodelou o hotel utilizando tons quentes para as paredes com cores que vão desde a flor peônia à um amarelo solar, além de utilizar tecidos adamascados, bordados e sedas de várias casas famosas para adornar as janelas, as cadeiras e as camas. Já as áreas comuns, foram redecoradas pelo designer de interiores Bruno Moinard.

O hotel dispõe de suítes com vista para a Torre Eiffel ou para o jardim interno e a decoração não é igual em todos aposentos. Alguns tem-se a impressão de se estar em Versailles com maravilhosos lustres, tapetes macios, cortinas em tafetá de seda pura e móveis antigos enquanto outros são mais modernos. O banheiro gigantesco tem duas pias separadas e uma ducha que parece estar chovendo torrencialmente, além da banheira de imersão profunda.

As amenidades são da famosa casa francesa Guérlain. Banheiro em um ofuscante mármore branco, roupões de banho macios e luxuosos, toalhas de banho felpudas, camas macias e superespaçosas, roupas de cama em puríssimo algodão egípcio e todos os “gadjets’ modernos complementam a estadia.

O hotel fez parte do cenário da famosa série “Sex and The City” quando na sexta temporada, a personagem Carrie Bradshaw vai a Paris. Apesar de ostentar espaços luxuosos, o hotel sempre prioriza um atendimento impecável, além de ter um grande destaque em sua gastronomia, tendo o restaurante principal pilotado pelo famoso chefe Alain Ducasse. O chefe francês desenvolveu um menu sob medida, elevando a experiência dos hóspedes a outro nível.

Para decorar o maravilhoso restaurante, ele contratou os designers Patrick Jouin e Sanjit Manku e o resultado da parceria ascendeu o restaurante a um degrau a mais que um normal e luxuoso templo gastronômico. Desde os sofás que nos fazem lembrar as “cloches”, que mantém as comidas quentes ao lustre de cristal em forma de gotas de chuvas aos pratos maravilhosamente elaborados, tudo parece ter sido formulado de modo que o hóspede tenha uma inesquecível experiência gastronômica.

O chef Alain Ducasse com apenas 33 anos fundou o primeiro restaurante em hotel a ser premiado com três estrelas Michelin, o restaurante Louis XV no Hôtel de Paris em Monte-Carlo, no Principado de Mônaco. Hoje, ele tem vários restaurantes renomados em várias partes do mundo. Durante o dia, o local oferece café da manhã (somente para hóspedes do hotel) e almoço. Já à noite, o local se transforma em um ambiente aconchegante com uma cozinha respeitosa ao meio ambiente prestando homenagem à culinária mediterrânica. Logo que se senta à mesa, o funcionário traz geléias, manteiga, pães e croissants feitos na padaria do hotel e sucos naturais do dia.

O menu oferece várias páginas com delicias a serem escolhidas entre café da manhã continental, americano, saudável ou vegano atendendo ao gosto de todos. O omelete do café da manhã é elaborado com a maior perfeição. O jantar no restaurante Le Relais Plaza é algo mágico. Para quem não quiser jantar no restaurante estrelado Alain Ducassse, esse outro é uma excelente opção. A decoração é em estilo Art Déco original e nos remete à uma típica “brasserie” francesa onde se escuta o murmurinho dos convivas enquanto degustam um prato saboroso como a salada verde e ainda o favorito linguado servido com puré de espinafre e batatas sauteadas.

Estrategicamente em 1947, o costureiro Christian Dior instalou a sua primeira “maison” no número 30, logo em frente ao hotel, para oferecer comodidade à grande clientela hospedada nas redondezas. Em homenagem a esse grande costureiro, o hotel abriu em 2008 o Spa Dior, um dos mais revolucionários Spas e institutos de beleza de Paris, propondo todo uma gama de tratamentos faciais e corporais utilizando produtos de alta cosmetologia da “maison”.

Por fim, entre em um conto de fadas e se inspire no hotel Plaza Athénée. Se Carrie Bradshaw, do seriado “Sex and The City”, realizou o sonho dela, você também poderá realizar o seu.

Texto e fotos: Maurício de Souza

Maiores informações: 
www.dorchestercollection.com

Posts relacionados

Deixe uma resposta