Hotel Fairmont Santa Monica: onde história e beleza encontram-se em um só lugar!

10 Maio, 2020

Texto: Maurício de Souza
Imagens: Maurício de Souza

Hotel Fairmont Santa Monica

História:

  • 1849
    John P. Jones, originário da região de Herefordshire, na Inglaterra, chega na Califórnia e faz uma fortuna no ramo da mineração da prata.
  • 1847
    O Sr. Jones compra três partes do terreno de uma fazenda do Sr. Robert Symington Baker, perto de Los Angeles.
  • 1875
    A empresa Jones & Baker é fundada e dá origem à cidade de Santa Monica.
  • 1889
    O Sr. Jones constrói uma mansão em estilo vitoriano para a família e a nomeia Miramar (tradução em espanhol de vista do oceano). A esposa dele, a Sra. Georgina, planta um jardim de rosas perto da casa, árvores nas ruas de Santa Monica e também a figueira da baía de Moreton de 25 metros de altura, que está até hoje na entrada do hotel.
  • 1912
    Após a morte do Sr. Jones, a casa é vendida para o Sr. King Camp Gillette, o inventor das lâminas de barbear, que a aluga para uma Academia Militar no fim da Primeira Guerra Mundial.
  • 1921
    A casa é vendida para o hoteleiro Gilbert Stevenson que a transforma em Hotel Miramar.
  • 1924
    À propriedade é adicionada uma ala com seis andares para acomodar clientes que queriam permanecer por mais tempo na praia. Greta Garbo foi a primeira celebridade a se instalar no hotel onde viveu por mais de quatro anos.
  • 1930
    32 cabanas (bungalows) são construídas e instaladas perto da piscina. 
  • 1959
    A Torre Oceânica, com seus 35.34 metros de altura, é inaugurada.
  • 1973
    O hotel é vendido ao grupo japonês Fujita, que trouxe a rede hoteleira ITT Sheraton para gerenciar a propriedade. 
  • 1978
    O hotel é nomeado Miramar Sheraton e em seguida Miramar Sheraton Hotel.
  • 1999
    O hotel é vendido à empresa de investimentos Maritz, Wolff e Co. por 90.6 milhões de dólares. Os novos proprietários contratam a famosa rede hoteleira canadense Fairmont para gerenciar o hotel, que muda o nome para Fairmont Miramar.
  • 2003
    As cabanas são renovadas por 18 milhões de dólares, mas o design original é mantido.
  • 2006
    O hotel é vendido ao bilionário Michael Dell por 210 milhões de dólares.
  • 2013
    Um plano para construir uma torre de 21 andares é iniciado.
  • 2016
    Membros da comunidade e do Comitê de Paisagismo de Santa Monica vetam o projeto.
  • 2018
    O projeto para a construção da torre de 21 andares continua vigente.

Localizado na cidade de Santa Monica, na Califórnia, o hotel é dividido em 297 quartos, suítes e cabanas (bungalows). De frente para o mar, o hotel é um verdadeiro oásis de paz e de serenidade bem próximo da caótica Los Angeles.

A melhor maneira para conhecer a região é alugar um carro, apesar que meios de transporte por aplicativo também são uma ótima opção. Chegando no hotel, é impossível não se deparar com a exuberante figueira no jardim, o impressionante lobby com piso em mármore e os belíssimos lustres de cristal.

Nesse mesmo lobby está o Lobby Bar, ponto de encontro do “jet set” internacional. Para quem estiver hospedado na torre principal, um extenso corredor conduz os hóspedes aos elevadores e aos seus aposentos. Durante o percurso, os olhos se direcionam às lojas de luxo, como Vilebrequin, ao Dogtown Coffee servindo tortas, doces, sanduíches, cafés, chás e sucos naturais e o salão de cabeleireiro Lloyd’s;  decorado com fotografias antigas e piso em pastilhas, é como voltar no tempo. Oferecendo um serviço impecável só para meninos e homens, Lloyd’s possui outras filiais na região. Para as mulheres, o salão Glam + Go é super discreto e estiloso, oferecendo toda uma linha de tratamentos capilares, além de manicure e pedicure.

O espaço wellness, o Exhale, é o queridinho do hotel. Os hóspedes podem fazer aula de Yoga, Pilates, zumba e personal training. Além desta sala, existe uma academia de ginástica com espaço interno, externo e completa com aparelhos de última geração. O espaço ao ar livre tem também bicicletas para fazer aulas com vista para o Oceano Pacífico. Uma ótima idéia é marcar um tratamento no Spa Exhale. A esfoliação da pele, feita com o produto GRN Citrus Body Scrub, seguida de uma massagem deep tissue é super recomendável. Os aposentos que se encontram na torre principal tem vista de cartão-postal para o mar. Nos tons pastéis, as suítes são refinadas, aconchegantes e oferecem todas as comodidades que o viajante moderno necessita, como mini-bar, televisão de plasma no quarto e na sala, wi-fi de excelente velocidade, tomadas universais e entrada USB, sofás confortáveis, mesa de trabalho, janelas de correr com venezianas, necessárias para quem prefere pouca luz e privacidade e banheira de imersão profunda com amenidades da casa Le Labo (aroma Rose 31).

Comer no restaurante do hotel, o The Fig, é uma deliciosa viagem gastronômica pelo mundo. A primeira refeição do dia é à la carte e a omelete com ervas finas, queijo e tomate é uma boa opção. Já o menu do almoço serve pratos rápidos como saladas, sopas, pizzas e sanduíches.

À noite, o local se transforma em um lugar mágico com velas elegantemente posicionadas sobre as mesas. Pratos, como tartare de carne wagyu com ovo de codorna, a massa com lagosta ou a massa “cacio e pepe”e a “tarte tatin” de maçã com sorvete de caramelo salgado e casca de maçã desidratada, levam qualquer um ao delírio.

Para quem quiser um pouco mais de privacidade é possível reservar The Potting Shed, um ambiente super agradável com uma grande mesa no centro e muitas plantas e flores; um verdadeiro jardim florido e cheiroso. Todos os pratos são divinamente elaborados e apresentados pelo chefe Jason Prendergast, que procura sempre os melhores produtos sazonais e orgânicos. 

Um outro ambiente do hotel que vale a pena conferir é o Bar Bungalow. Nos finais de semana, é o local mais desejado pela comunidade local e por quem está de passagem por Santa Monica. Logo na entrada, está um trailer que nos faz lembrar as viagens do começo do século pelo oeste dos Estados Unidos.

Em seguida, um amplo salão ao ar livre, mobiliado em um estilo baja chic, esbanja uma vibe clássica de Santa Monica. De aconchegantes quartos internos com lareiras, sofás e uma mesa de bilhar até o amplo deck ao ar livre com vista para o Oceano Pacífico, o cliente encontrará um lugar favorito para uma bebida e algumas delícias de bar, como “kick in the junk”, a margarita com pimenta ou a tradicional “bungalow margarita”.

O hotel tem uma frota de BMW e Mercedes-Benz para levar os hóspedes gratuitamente a lugares próximos do hotel, como o histórico marco do final da rota 66, que se encontra no pier de Santa Monica ou para compras na Avenida Abbot Kinney com suas lojas de luxo, restaurantes badalados e cafés.

Chicago para Santa Monica

Por fim, se estiver buscando um lugar para relaxar na Califórnia, o Fairmont Hotel Santa Monica é um lugar repleto de história que fará com que a sua estadia seja mais que perfeita.

Para mais informações, acesse: www.fairmont.com/santamonica

Deixe uma resposta